01/11/2018

O encerramento do Outubro Rosa superou a expectativa dos organizadores, diante do grande número de mulheres que passaram pelo evento realizado nesta quarta-feira na Praça Getúlio Vargas. Entre um serviço ou outro, estima-se que mais de 350 mulheres tenham sido atendidas pelos profissionais de diversos segmentos que se juntaram aos organizadores desta tarde dedicada à saúde e, em especial, à conscientização sobre a importância do diagnóstico precoce no tratamento do Câncer de Mama.

Quanto aos números, 212 mulheres foram atendidas pelas equipes do PSF, entre orientações de enfermagem, solicitações de exames e atendimento médico. Foram solicitadas 62 mamografias e 15 mulheres foram encaminhadas ao mastologista. Também foram feitas aferições de pressão, pelo Senac e pela Drogaria Americana, em 212 pessoas que passaram pela praça. Além de outras 90 mulheres que passaram pelo estande de beleza instalado pela Hinode e Senac.

“A importância de uma mobilização como esta, é o fácil acesso da população ao atendimento. Muitas mulheres que passaram por aqui vinham protelando este contato com o médico, por falta de tempo ou por outro motivo qualquer. Este foi, sem dúvida, o ponto forte do evento”, avaliou a doutora Aline Cardoso, que ao lado do também médico clínico, Dr. Paulo Márcio Cintra, realizou o atendimento às mulheres durante o evento realizado na tarde da última quarta-feira.

Um dos pontos fortes do evento foi o depoimento da professora Eliana Ferreira dos Santos, paciente do PSF Independência que está em tratamento do câncer de mama em Barretos.  Com toda sua simplicidade, ela motivou e emocionou a todos. Ela falou da dificuldade inicial de aceitação da doença, o envolvimento da família e até lembrou do dia da sua formatura, quando o fotógrafo disse para esquecer a peruca pois sendo ela mesma, as fotos ficariam lindas. “E assim eu fiz, e sorri muito e as fotos ficaram realmente lindas”, disse ela, demonstrando muita confiança em sua recuperação.

 “A função do PSF também é essa. De levar a informação e o conhecimento à população. Todos nós, profissionais envolvidos neste processo, temos o compromisso de conscientizar a todos que vêm buscar atendimento, de que a saúde é responsabilidade de cada um e que é de extrema importância a prevenção. O diagnóstico precoce pode salvar vidas”, concluiu Fernanda Lacerda, enfermeira coordenadora do PSF do Bairro Independência.

Fonte: ASCOM

Voltar