04/09/2019

Foi promovido no último domingo, 1, na Fundação Municipal Zumbi dos Palmares, a 1ª edição do projeto “Brincadeiras e Histórias de Griot”, que foi idealizado por Oly Mata Ndiaye, discente do Curso de Geografia da Universidade Federal de Uberlândia - UFU Campus Pontal.  O projeto foi desenvolvido com os alunos da educação integral da Escola Estadual Professor Álvaro Brandão de Andrade.

Segundo a presidente da fundação, Dara Nicácio, a palavra griot tem origem na tradição oral africana, utilizada para designar mestres portadores de saberes e fazeres da cultura, esses transmitidos oralmente. Ela ainda disse que tradicionalmente, os griot contavam a história de seu povo, incorporados à cultura brasileira. Com o tempo a figura do griot ganhou novos sentidos, ampliou-se para ações como cantoria (nas congadas e reisados), dramaturgia, danças e afoxés, mantendo sua referência que é a valorização dos fazeres e saberes por meio da tradição oral. “O mais importante no projeto é proporcionar aos alunos a leitura e compreensão, e com isso a seleção das histórias vão oportunizar o conhecimento de tradições, costumes do nosso povo, de nossos antepassados”, explicou.
As atividades acontecerão quinzenalmente, alternando-se os espaços da escola e da fundação, e receberá pessoas dentro da comunidade para troca de experiências, dando a chance para que todos executem trocas de saberes e experiência que contribuirá para a construção e o fortalecimento da identidade étnica da criança negra.

#brincar #educaçãointegral #UFU #griot #ZumbidosPalmares

 

Fonte: ASCOM

Voltar