07/08/2018

Prefeito, secretários e servidores municipais de cidades que integram o Consórcio Público Intermunicipal de Desenvolvimento Sustentável do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba – CIDES participaram nesta sexta-feira (03/08) da sétima edição do Encontro Regional de Gestores Ambientais e do segundo Encontro Regional de Gestores de Agricultura e Pecuária.

Os eventos concomitantes foram realizados na Pastoral João Paulo II em Campina Verde pelo consórcio, juntamente com a Prefeitura Municipal de Campina Verde. A Coordenadora do Serviço de Inspeção Municipal, Cynara Christina Martins, destacou a importância deste encontro.

“Este workshop de grande importância não só aos gestores, mas também a quem se interessa pelo desenvolvimento de sua cidade, já que o tema das palestras foram de problemas atuais, de fácil entendimento e com dinâmicas em grupo proporcionando aos presentes a discussão e possíveis soluções para os problemas apresentados".

Na sequência os trabalhos do dia foram abertos pela palestra “Planejamento Urbano e Ambiental como ferramenta na construção de cidades sustentáveis”, ministrada pelo Coordenador de Sustentabilidade Socioambiental da Secretaria Municipal de Planejamento Urbano e Habitação de Goiânia e Coordenador Geral da Sociedade Resíduo Zero, Diógenes Aires de Melo.

 

O evento mostrou ainda, com o apoio da Emater, o projeto de “Fossa Séptica” como uma alternativa econômica para tratamento de resíduos. E em seguida apresentou as ações para reconhecimento do Queijo Minas Artesanal do Pontal, com a valorização das características da produção artesanal da região.

A secretária executiva do CIDES, Cristina Martins, destacou que o consórcio vem trabalhando assiduamente no projeto de implantação do Serviço de Inspeção Municipal Consorciado – SIMC, como forma de viabilizar o fomento das agroindústrias de pequeno porte que produzem os produtos de origem animal, nos municípios federados ao Consórcio.

“São ações que vão permitir que as produções agroindustriais possam ir mais além. O selo de inspeção vem garantir a ampliação da comercialização, e isso vem de encontro às ações em andamento para o reconhecimento do Pontal como região produtora do QMA – Queijo Minas Artesanal”, concluiu Cristina. Nota produzida em parceria com Ascom do CIDES.

Fonte: Ascom

Voltar