13/07/2018

A Câmara Municipal de Ituiutaba votou e aprovou, nesta sexta-feira, um Projeto de Lei Ordinária, encaminhado pelo Executivo, que autoriza o prefeito Fued Dib, repassar ao Hospital São José da Sociedade São Vicente de Paulo, recursos no valor de R$ 292.058,12 (duzentos e noventa e dois mil cinqüenta e oito reais e doze centavos).  Este montante faz parte do Programa de Fortalecimento e Melhoria na Qualidade dos Hospitais – PRO-HOSP, cuja verba era prevista para o ano de 2017, mas só agora foi liberada pelo Estado de Minas Gerais.

A liberação desta última parcela do PRO-HOSP de 2017 só aconteceu depois de um forte empenho do prefeito Fued Dib junto às esferas competentes no governo estadual. “O Hospital São José é muito importante, não só para Ituiutaba, mas para toda esta nossa região do Pontal do Triângulo Mineiro. Não podemos nos acomodar diante dos graves problemas financeiros que o hospital enfrenta. A liberação desta última parcela do PRO-HOSP de 2017 já ajuda um pouco. Mas não vamos sossegar nem dar sossego ao governo, enquanto os repasses de 2018, que já estão atrasados, não forem regularizados”, afirmou o prefeito de Ituiutaba.

Este valor de R$ 292.058,12 já está na conta da Prefeitura de Ituiutaba e poderá ser repassado até a próxima terça-feira (17) ao Hospital São José. Na mesma reunião extraordinária desta sexta-feira, os vereadores aprovaram um segundo Projeto de Lei, encaminhado pelo Executivo, que autoriza o Município a repassar ao hospital, recursos do PRO-HOSP no valor de até R$ R$ 876.174,35, que correspondem à soma das parcelas previstas para o ano de 2018.

“Com a aprovação deste projeto referente à estimativa de repasse para o ano de 2018, eliminamos os trâmites legais e nos permitimos a transferir este dinheiro, independente do montante, mas até o teto de R$ 876.174,35, para o Hospital São José, tão logo o governo do Estado faça o depósito na conta da Prefeitura de Ituiutaba. Vale deixar claro que o valor que vamos transferir ao hospital até a próxima terça-feira corresponde à última parcela de 2017. Ficamos agora aguardando a liberação dos valores referentes a este ano de 2018”, disse a secretária municipal de Finanças, Eleni Soares Gois.

Fonte: ASCOM

Voltar