28/06/2017

Foi sancionada nesta segunda-feira, 26/06/2017, a Lei nº 13.455, que dispõe sobre a diferenciação de preços de bens e serviços oferecidos ao público em função do prazo ou do instrumento de pagamento utilizado. Em outras palavras, a nova lei permite a cobrança diferenciada de valores, de acordo com a forma de pagamento escolhida pelo consumidor. 

 

Na prática, caso o cliente opte por pagar em dinheiro, poderá ter um desconto, já que não existem as despesas administrativas que são cobradas quando os pagamentos são efetuados com cartões de crédito, débito, boleto ou cheque, por exemplo.

 

Entretanto, é preciso que o consumidor fique atento, pois os descontos – de acordo com a lei – não são obrigatórios, logo, o cliente deve pechinchar e procurar estabelecimentos que adotem a concessão de descontos como prática. 

 

De acordo com Juliana Ribeiro Viegas Queiroz, coordenadora do Procon de Ituiutaba, a lei estabelece ainda que é dever do fornecedor que optar por dar desconto, informar o consumidor, com a colocação de cartazes e avisos em local visível e de fácil acesso, quais são os percentuais oferecidos pelo estabelecimento, de acordo com a forma de pagamento e os prazos escolhidos pelo cliente.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: ASCOM

Voltar