10/07/2018

A Superintendência de Água e Esgoto (SAE) de Ituiutaba iniciou nesta terça-feira, um trabalho emergencial para recuperar uma rede de esgoto que se rompeu sob o asfalto e há seis metros de profundidade, na confluência da Avenida 23 com a Rua 2, próximo á ponte do Córrego Pirapitinga. Desde as primeiras horas da manhã desta terça-feira, técnicos trabalham no local fazendo a substituição das manilhas por uma tubulação em PVC, mas o equipamento disponível não permite alcançar a manilha que se rompeu.

Segundo o Gerente de Sistema de Manutenção da SAE, Wilson Idalécio, trata-se de uma rede antiga, construída há aproximadamente 30 anos, quando ainda eram utilizadas manilhas de concreto. No início da noite da última segunda-feira, uma destas manilhas se rompeu e entupiu, provocando o refluxo do esgoto, que está correndo para o leito do Córrego Pìrapitinga.

“Nós já conseguimos substituir cerca de 120 metros de tubulações, tentamos alcançar o local do rompimento, mas não foi possível, pois não dispomos de maquinário compatível. A situação aqui é extrema emergência, pois envolve também questões ambientais e sanitárias. Diante disto, a SAE já está buscando uma empresa capaz de realizar esta obra, a esta profundidade e no menor prazo de tempo possível”, disse.

Inicialmente, o objetivo é fazer a substituição das manilhas sem comprometer a estrutura do asfalto na confluência da Avenida 23 com a Rua 2, divisa entre os bairros Marta Helena e Setor Central. Para isso será necessário a contratação de equipamento que faça a perfuração subterrânea. “Do contrário, teremos que quebrar todo o asfalto, perfurar o terreno até a profundidade de seis metros, substituir as manilhas e depois recuperar a estrutura do local, incluindo o asfalto. Estamos buscando uma forma de realizar esta obra com menor custo e com o mínimo de desconforto possível à população”, concluiu Wilson Idalécio.

Canalização

O problema em redes antigas de esgoto é recorrente e na maioria das vezes, provocado pela erosão às margens dos córregos, que deixa exposta boa parte a tubulação. A situação observada hoje às margens do Córrego Pirapitinga, é a mesma que no passado ocorria no Ribeirão São José, antes da intervenção feita pelo Município, com a obra de canalização no local.

O projeto para a canalização do Córrego Pirapitinga já foi concluído e encaminhado à Caixa Econômica Federal, onde aguarda a aprovação e liberação dos recursos. Uma vez iniciada, a obra contemplará a substituição de toda a rede de esgoto, hoje composta por manilhas de concreto, por uma tubulação de PVC apropriada para esta finalidade.

Fonte: ASCOM

Voltar