07/06/2018

Diversos profissionais da área da Saúde, no município de Ituiutaba estão envolvidos na realização da Campanha Nacional de Hanseníase e Verminose, proposta pela Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde (SVS/MS). O trabalho desenvolvido em escolas da rede pública (municipal e estadual) tem como público alvo estudantes na faixa etária de 5 a 14 anos. A campanha visa identificar casos suspeitos de hanseníase e encaminhar a criança e seus contatos diretos para exames comprobatórios e, posteriormente, para tratamento da doença.

 

“Esta estratégia no ambiente escola, tem como objetivo potencializar os resultados da intervenção, permitindo o diagnóstico precoce dos casos de hanseníase”, afirma Isabella Cristina Borges, coordenadora municipal do Programa de Hanseníase. “Trata-se de uma campanha que envolve, além da comunidade, diversos profissionais da área da saúde no município, entre os quais, a Equipe Municipal do Programa Municipal de Hanseníase e a equipe de Estratégia de Saúde da Família (ESF)”, concluiu.

 

O trabalho dos agentes de saúde começou na segunda quinzena do mês de maio, quando um questionário foi encaminhado aos pais dos alunos da Escola Municipal Machado de Assis, solicitando informações sobre a existência, ou não, de manchas em alguma parte do corpo da criança e autorização para fornecer a medicação contra verminose aos alunos. Até o final desta semana, 1450 crianças já haviam sido medicadas e 50 delas, encaminhadas para a realização dos exames de hanseníase.

 

“Ituiutaba aderiu a esta campanha em parceria com o Ministério da Saúde e temos como meta, o tratamento de aproximadamente 5 mil crianças. Todas elas vão receber o medicamento de controle às verminoses. Aquelas que apresentarem alguma mancha suspeita, serão encaminhadas para exames mais minuciosos para que possamos diagnosticar a incidência ou não de hanseníase”, disse o secretário municipal de Saúde,  Elias Hércules Neto. “Este trabalho das equipes envolvidas prosseguirão ao longo de todo este mês de junho, nas escolas municipais e estaduais de Ituiutaba”, concluiu.

Fonte: Ascom

Voltar